miguel (innersmile) wrote,
miguel
innersmile

ana moura

Fui no sábado à noite ao Cine-Teatro de Estarreja para assistir a um concerto da Ana Moura. Há muito que tinha vontade de ouvir a fadista a cantar ao vivo; um concerto ao ar livre, o ano passado, no Choupalinho, só serviu para abrir o apetite.

E este concerto confirmou o melhor daquela primeira impressão: é impressionante ouvir a Ana Moura a cantar ao vivo, pelo timbre e pela segurança, pelo domínio e até pela ousadia. Os músicos são muito bons, com destaque para o ngelo Freire que é um guitarrista prodigioso. Apesar de terem ficado de fora muitas das canções de Desfados, o concerto serviu também para comprovar como este disco é tão bom, e como são tão boas e entusiasmantes as suas propostas musicais. Em compensação, foi muito bom ouvir a Ana Moura a cantar dois temas de que gosto muito, o Fado Loucura, popularizado pela grande Lucília do Carmo, e Búzios, de Jorge Fernando, e que é de um dos discos anteriores da cantora.

Infelizmente, confirmou igualmente algumas das coisas de que tinha gostado menos: um alinhamento comprometido, com cedências feitas a pensar num público de gostos mais fáceis, a apelar às palminhas a compasso e aos sing-alongs. O concerto que vi do Camané poucas semanas atrás diz-nos o contrário: que um músico pode propor um espectáculo de grande rigor, sem cedências ou facilidades, e que o público adere com tanto ou maior entusiasmo.

A propósito do Camané na Figueira da Foz, logo no início do concerto arrependi-me muito de não ter levado a minha mãe. No sábado corrigi o erro e levei-a a Estarreja, com um programa que incluiu também jantar. Para mais fomos com uma amiga nossa, o que contribuiu para criar um clima de boa disposição. Já tinha saudades de levar a minha mãe a um concerto, sobretudo de fado; não apenas porque me dá prazer proporcionar-lhe essa alegria, que ela aproveita e manifesta, mas também porque me dá gozo a mim partilhar com ela a experiência. Pelos seus conhecimentos de fado, pela atenção com que ‘absorve’ tudo, e também pela conversa e troca de ideias no final do concerto. Acho que nunca vou encontrar outra pessoa com quem goste tanto de ouvir fados como com a minha mãe.
Tags: concertos
Subscribe
  • Post a new comment

    Error

    default userpic
    When you submit the form an invisible reCAPTCHA check will be performed.
    You must follow the Privacy Policy and Google Terms of use.
  • 5 comments