miguel (innersmile) wrote,
miguel
innersmile

hannah arendt, as orações de mansata

Foi um belo sábado. Acordei cedo, mas passei a manhã na sorna, entre a cama, as torradas e o chá, e o sofá, a terminei a leitura de um livro. Sempre com as janelas abertas, para entrar a luz e o sol da manhã que esteve espectacular. À hora do almoço fui nadar, durante uma hora.

A seguir fui ao cinema, ver Hannah Arendt, da realizadora alemã Margarethe Von Trotta, centrado na cobertura que a filósofa judia fez para a revista New Yorker do julgamento do criminoso de guerra nazi Adolf Eichmann, e que esteve na origem de um uma das suas obras mais conhecidas e controversas, A Banalidade do Mal. Gostei muito do filme, não apenas porque a personalidade de Arendt e o tema do filme me interessam, mas também porque é muito raro vermos filmes assim hoje em dia, com um fundo político, que não se esgotam nos modelos mais típicos da narrativa, sejam eles o melodrama ou o filme de acção. Para o gozo do filme contribui também muito o desempenho de Barbara Sokowa.

Finalmente, à noite fui ao Teatro da Cerca de São Bernardo assistir à peça As Orações de Mansata, uma co-produção da Escola da Noite e de outras companhias portuguesas e brasileiras, feitas no âmbito de um estágio internacional de actores que reúne um grupo de artistas de vários países lusófonos. A peça é de autoria do guineense Abdulai Sila, e é uma adaptação de MacBeth, de WS, à realidade africana, focando-se de modo particular nas práticas de corrupção e violência que caracterizam muitos regimes políticos africanos. Gostei muito da encenação de António Augusto Barros, que tem soluções muito interessantes e eficazes (como as espécies de bastidor/coro que funcionam nas laterais do palco), e que explora com eficácia e sentido de humor o tom de sátira do texto. Mas o grande trunfo do espectáculo reside, sem dúvida, no conjunto de 13 actores e actrizes que dão vida à peça, e que vida!
Tags: caro diario, cinema, teatro
Subscribe
  • Post a new comment

    Error

    default userpic
    When you submit the form an invisible reCAPTCHA check will be performed.
    You must follow the Privacy Policy and Google Terms of use.
  • 2 comments