miguel (innersmile) wrote,
miguel
innersmile

os velhos da casa

orquidea

Foi preciso chegarem estes grandes calores, para a minha orquídea acreditar que de facto o verão chegou e desatar a florir, ela que constuma começar a dar flor em abril. Este ano a primeira flor abriu quase no final de junho, e o ritmo, mesmo assim, tem sido cauteloso. Mas estou contente, pensei que ela já tinha chegado ao tempo da aposentação e que se tinha deixado de aventuras, mas, pelo menos este ano, ainda é a rainha cá da casa.

Passei uma manhã de seca, à espera do meu exame. Felizmente, encontrei-me com um antigo colega de trabalho, já aposentado, e passámos o tempo na palheta, a recordar pessoas e episódios (e também a exercitar um bocado de má língua). Agora o que é curioso é que ambos estávamos ali, no hospital onde trabalhámos tantos anos (ele muitos mais do que eu e numa profissão prestadora directa de cuidados de saúde), porque tivémos maus encontros com o cancro. Mas é engraçado porque animados à conversa nem parecia que estávamos ali pelas piores razões, parecia ser apenas um bom reencontro agradável.

Quanto a resultados, aparentemente tudo está bem, faltando, é claro, o veredicto da citologia. Mas só volto daqui a seis meses, e isso já é uma coisa boa.
Tags: caro diario, jardim
Subscribe
  • Post a new comment

    Error

    default userpic
    When you submit the form an invisible reCAPTCHA check will be performed.
    You must follow the Privacy Policy and Google Terms of use.
  • 9 comments