miguel (innersmile) wrote,
miguel
innersmile

rip james gandolfini

Neste momento em que nos confrontamos com o seu desaparecimento brutalmente precoce, bastava uma carreira preenchida, ainda que discreta, no cinema para mostrar o talento de James Gandolfini enquanto ator. Mas foi, como é óbvio, a televisão, e a série Os Sopranos, que o consagrou e tornou popular.

Os Sopranos foi a melhor série de televisão de sempre. E não é apenas uma questão de gosto pessoal; a série marca o renascimento da ficção televisiva, e a transferência fulgurante da linguagem narrativa cinematográfica para o melodrama na televisão. A série era um portento de escrita cinematográfica, e havia cenas, sequências ou planos, verdadeiramente antológicas, de absoluto deleite, daquelas de um tipo ficar maravilhado, e arrepiado, a olhar para o ecrã.

James Gandolfini era mais do que o rosto de Os Sopranos: era o corpo e sobretudo a alma, aquela mistura da violência mais básica e irracional com uma complexidade emocional que, na maior parte das vezes, apenas o trabalho do ator conseguia transmitir. As sessões de Tony no gabinete da Dra. Melfi ultrapassam um muito a mera anedota do patrão da máfia que vai ao psiquiatra. A espessura, umas vezes de uma legibilidade desarmante e outras de uma opacidade intransponível, da personagem de Tony Soprano era um reflexo e ao mesmo tempo um símbolo da mais shakespeareana das ficções televisivas.
Tags: obituário
Subscribe
  • Post a new comment

    Error

    default userpic
    When you submit the form an invisible reCAPTCHA check will be performed.
    You must follow the Privacy Policy and Google Terms of use.
  • 8 comments