miguel (innersmile) wrote,
miguel
innersmile

Hollywood Ending

É certo que se nota algum desgaste em Hollywood Ending, o mais recente filme de Woody Allen, e uma crítica ácida e sarcástica a uma certa maneira "costa oeste" de fazer cinema. Esse cansaço é visivel até nalgum imediatismo do humor que não é habitual em WA. Por outro lado, se os filmes recentes de Allen têm mostrado um retorno ao filme de 'gag' típico do seu cinema inicial, talez neste isso sea levado um pouco longe demais, e o filme pareça esgotar-se no humor pelo humor. Ok, isso tudo pode ser verdade, mas, e haverá nisto uma dosesinha de fanatismo, um mau filme de Allen é ainda um bom filme, ou, pelo menos, é um filme inteligente, bem escrito, sofisticado, com actores e desempenhos luminosos, uma banda sonora de um gosto à prova de bala. Por tudo isto, é sempre com ma sensação de prazer e satisfação que se sai da sala.
E depois há as piadas imbatíveis de Allen: numa que passou despercebida, uma das personagens manda a secretária enviar um cartão de parabéns a Haley Joel Osment por ter recebido um "life achievement award"!

Na sexta-feira tinha ido ver "Almocreves e outras cousas que em Coimbra se fizeram em 1527". Um espectáculo com a qualidade e o rigor que são habituais na Escola da Noite, e que, às peças que Gil Vicente dedicou a Coimbra, foi buscar notas que, ainda que não sejam de todo simpáticas e bajuladoras, são, apesar disso, "celebratórias". A actriz Margarida Dias começa, por outro lado, a ser ela própria uma boa razão para se ir ver o teatro da Escola, nomeadaente esta peça.
Tags: cinema, teatro
Subscribe
  • Post a new comment

    Error

    default userpic
    When you submit the form an invisible reCAPTCHA check will be performed.
    You must follow the Privacy Policy and Google Terms of use.
  • 1 comment