miguel (innersmile) wrote,
miguel
innersmile

oscilo entre

oscilo entre a tua ju-
bilosa pele, a marca profunda
dos teus passos no meu peito, os
gestos com que assinalas a
tua presença no mundo,
a gentil soturnidade do antebraço,

e o enorme desamparo em que
tropeço quando tudo o que é
teu me deixa num vago abandono
feito das promessas com que
engano os dias.

e a tarde que se
arrasta, o céu muito azul
(nuvens refrescam a tua varanda)
o fumo do que arde ao longe.
Tags: poemas
Subscribe
  • Post a new comment

    Error

    default userpic
    When you submit the form an invisible reCAPTCHA check will be performed.
    You must follow the Privacy Policy and Google Terms of use.
  • 0 comments