miguel (innersmile) wrote,
miguel
innersmile

desmedida

Os jornais anunciam a morte de Ruy Duarte de Carvalho, escritor angolano, de origem portuguesa, que dividiu o seu talento pela ficção, pelo ensaio, pela poesia, mas também pelo cinema ou pela antropologia, a sua disciplina de formação. Era, à maneira renascentista, um homem de cultura, um intelectual, mas também um homem do mundo. Conheço muito pouco da sua obra, vi uma peça de teatro baseada num livro seu, e li um livro, Desmedida. De seu título completo Desmedida - LUANDA, SÃO PAULO, SÃO FRANCISCO E VOLTA. Crónicas do Brasil, era, não à vez mas ao mesmo tempo, um livro de viagens, um livro de antropologia, um livro de história, mas também um livro de aventuras, poético, cheio de histórias extraordinárias. Mas o que guardo dessa desmedida literária é sobretudo a escrita, a linguagem, um coisa profunda, intensa, densa, um daqueles livros que verdadeiramente nos aumentam, e dos quais saímos inevitavelmente diferentes do que eramos quando entrámos. Que esse livro, como aliás o seu autor, se coloque fora das fronteiras dos países, antes prefira esse lugar onde a língua e as culturas confluem em violentos conflitos e sublimadores encontros, dá a medida da sua importância para todo o espaço da lusofonia. É aí, acho eu, nesse ponto equidistante entre África, Europa e América, que o futuro reserva lugar a um dos maiores da cultura e da literatura em língua portuguesa.
Tags: livros
Subscribe
  • Post a new comment

    Error

    default userpic
    When you submit the form an invisible reCAPTCHA check will be performed.
    You must follow the Privacy Policy and Google Terms of use.
  • 1 comment