?

Log in

No account? Create an account

Previous Entry Share Next Entry
andré fernandes, amália hoje
rosas
innersmile
Como referi ontem, além do disco do Caetano Veloso, comprei mais dois cd’s que tenho estado a ouvir.

Um deles é do guitarrista português André Fernandes. Há cerca de um ano comprei o seu cd anterior, Cubo, um disco muito inovador e criativo, com uma escrita muito livre, um jazz surpreendente e estimulante. A formação desse disco era o quarteto, com Mário Laginha, no piano, Alexandre Frazão, na bateria, e Nelson Cascais, no contrabaixo, além, claro, do guitarrista. Uma formação de luxo, e o disco evidenciava isso muito bem. Agora em Imaginário, o novo álbum, a formação desse quarteto mantém-se em 4 faixas (uma delas com a participação de um DJ a fazer scratch). Em duas faixas funciona um outro quarteto, com Bernardo Sassetti, piano, Demian Cabaud, contrabaixo, e Marcos Cavaleiro na bateria. Mais uma faixa, em terceto, com o mesmo Marcos Cavaleiro, e Bernardo Moreira, no contrabaixo. Como se vê, alguns do melhores instrumentistas do jazz nacional, num disco que parece desenvolver e aprofundar algumas das premissas abertas em Cubo, mas em que os temas são de certa forma mais envolventes.

O outro disco que comprei foi uma surpresa admirável. Quer dizer, eu arranjei maneira de ouvir o disco mas gostei tanto que fui comprá-lo. Trata-se do projecto Amália Hoje, concebido e realizado pelo Nuno Gonçalves, dos The Gift, com a participação de três vocalistas, a extraordinária Sónia Tavares, também dos The Gift, o Fernando Ribeiro, dos Moonspell, e o Paulo Praça, que eu não conhecia, e que recria, em sonoridades pop, 9 canções que Amália Rodrigues cantou, entre elas alguns dos fados mais emblemáticos da cantadeira nacional.

Confesso que o que não cessa de me espantar no disco é precisamente o facto de Nuno Gonçalves e os seus colaboradores terem conseguido despir estas canções das entoações fadistas que são não tanto a sua imagem de marca, mas sobretudo a marca com que se inscrevem no nosso consciente, na nossa memória e até na nossa imaginação. Reconhecemos as canções, as palavras, as melodias, mas há assim uma espécie de desamparo por nos faltar o tom fadista. Mas se num primeiro momento nos faz falta o fado para nos dar uma referência emocional, estas canções são investidas de uma grande densidade dramática, nalguns momentos mesmo épica, que nos envolve e exalta e nos leva a experimentar outras emoções e outros sentimentos.

Não sei se estou a exagerar, mas parece-me um disco verdadeiramente extraordinário, uma daquelas obras que nos surpreendem e que ao mesmo tempo se tornam clássicas.
E depois há dois ou três momentos verdadeiramente sublimes, em que a voz da Sónia Tavares se ultrapassa e nos esmaga por completo.
Tags:


  • 1

WWW.CINCOSENTIDOSOUMAIS.BLOGSPOT.COM

(Anonymous)
achei o mesmo do disco "Amália - Hoje3. Gostei imenso e não me canso de ouvir

:))

Re: WWW.CINCOSENTIDOSOUMAIS.BLOGSPOT.COM

é irresistível, de facto :)

Acho que não outra opinião sobre o álbum "Amália Hoje"...
Abraço do pinguim.

é lindo, não é Pinguim?
abraço


Quero muito ouvir esse projecto "Amália Hoje".

ouve. tenho curiosidade em saber a tua opinião

Admiro não só a forma, mas o entusiasmo que pões na leitura das coisas, sejam elas livros, CDs ou filmes...daí que me tenhas aqui todos os dias, com carinho, th

é verdade Theo, pareço a Beatriz Costa, que dava 5 a tudo, lembras-te?

eheheh, depois de mo teres lembrado, recordo sim, mas na minha opinião os motivos são bem distintos, ela só queria a admiração dos fãs, tu tens conhecimentos e sentido crítico.

Olá Miguel e obrigada pelas duas 'dicas'- vou espreitá-las.
Um beijo,
IO

passei por aqui por acaso e devo dizer que, sim, o projecto é mesmo fantástico! eu adoro fado, nasci no fado e vivo com o fado, mas as canções elaboradas pelo nuno são mesmo fantásticas ;) e claro a voz da sonia acompanha bem o projecto, para além das vozes dos dois rapazes, que nunca tinha ouvido, gostei ;)

é um belíssimo disco, sem dúvida. e obrigado pela visita.

  • 1