miguel (innersmile) wrote,
miguel
innersmile

niña mala



Há bons livros, e depois há grandes escritores. Travessuras da Menina Má é isso, um bom, um óptimo livro, e sobretudo é a obra de um grande escritor, um mestre da narrativa, que escreve um romance vasto, espraiado, que tanto é um ensaio sobre o amor e as suas inúmeras faces como um fresco sobre a segunda metade do século XX. Até do ponto de vista literário é um livro rico, que tanto se oferece ao leitor como uma memória, como pode igualmente ser lido como um livro de contos. E é fantástico sentir que uma narrativa tão derramada, que se estende por épocas e lugares muito diversos, que cria personagens novas ao ritmo da deriva, está sempre segura pela mão firme do autor, está sempre sob controlo, não tem um grama de gordura, tudo é fibra e músculo.

Trata-se da história de Ricardo Somocurcio que, adolescente em Lima, Peru, só tens dois desejos na vida: amar Lily, uma chileninha que se muda para o bairro de Miraflores, e viver em Paris. E basicamente o livro é o relato da forma atribulada, divertida e dolorosa, como ele consegue realizar esses dois desejos. A chileninha, a niña mala, é a personagem que varre a vida de Ricardito como um furacão, e a narrativa, que é escrita na primeira pessoa do singular, parece não ter outro sentido que o dessa personagem feminina tão sedutora e fascinante quanto fria e calculista. Mas o que não nos pode escapar, a nós leitores, é que, mesmo quando parece que quase se dilui no seu papel de narrador, a personagem central desta história é sempre ele próprio, Ricardito, cuja bonomia (um borra-botas) e capacidade de se sujeitar, quase com servilismo, às traquinices da menina má, nunca o faz perder o controlo da história nem do ponto de vista. É um personagem admirável, tanto mais que se constroi sempre a partir da dedicação e do amor quase obsessivo que dirige a outra personagem, que se esconde quanto mais se parece revelar, e que de facto se entretém a fascinar-nos a nós, leitores. Ricardito pode estar sempre a sucumbir ao poder de sedução da menina má, mas ao longo dos mais de 50 anos do tempo da acção e das quase quatrocentas páginas do romance, é sempre ele que nos está a seduzir e a embalar nas travessuras do seu relato.
Tags: livros, vargas llosa
Subscribe
  • Post a new comment

    Error

    default userpic
    When you submit the form an invisible reCAPTCHA check will be performed.
    You must follow the Privacy Policy and Google Terms of use.
  • 3 comments