miguel (innersmile) wrote,
miguel
innersmile

serão todos os homossexuais fascistas?

A propósito do texto que pus aqui, há dois dias, sobre a morte e posterior salganhada do líder de extrema-direita austríaco Jorg Haider turned gay party animal (atenção à ironia), tem havido uma interessante e riquíssima troca de comentários, sobretudo entre a Lili, o Mário e o rui:alexandre. Vale a pena conferir na caixa dos comentários.

E foi o rui:alexandre que referiu precisamente a (única) questão que me interessa (e fascina e perturba), que me parece inegável, e que ele formula tão bem: "o que torna apelativo a alguns homossexuais ideologias que são tão inóspitas à diferença e ao outro".

Claro que se pode sempre achar, como parece ser o caso da Lili e do Mário, de que não há mais homossexuais fascistas do que homossexuais comunistas ou adeptos do Sporting ou mesmo do Torrense. Talvez, pode ser; e nesse caso admito que o problema será meu, para quem um homossexual fascista é sempre um fascista 'too many'.

Aliás só mesmo por essa razão é que porventura percebo que me perturbe menos o exemplo oposto, o dos homossexuais que foram comunistas e militantes comunistas, como foi o caso do Pasolini (de quem a Lili e rui:alexandre falam) ou entre nós de Júlio Fogaça (cuja prática de 'actos imorais' deu ao PC, ou a Álvaro Cunhal, um dos pretextos para o afastar do partido e da sua direcção). A meu favor, contudo, sempre invoco que o desprezo moral (pelo menos; para já não colocar as coisas no campo da homofobia pura e dura) com que os comunistas sempre trataram os homossexuais foi justamente uma das razões que sempre me impediram de chegar demasiado junto do PC, apesar de ter votado (e votar ainda, se for esse o caso) algumas vezes no partido.
Subscribe
  • Post a new comment

    Error

    default userpic
    When you submit the form an invisible reCAPTCHA check will be performed.
    You must follow the Privacy Policy and Google Terms of use.
  • 19 comments