miguel (innersmile) wrote,
miguel
innersmile

uma noite na televisão

A RTP acabou de transmitir um concerto de Verão, para assinalar os 50 anos da televisão em Portugal. O concerto começou com os Tocá Rufar que deram entrada à Orquestra Metropolitana de Lisboa, dirigida pelo maestro Pablo Heras Casado. Abriu o Derby Day que durante muitos anos foi (ainda é?) o tema de abertura e encerramento da emissão (ok, agora a emissão é contínua…). A primeira parte foi fantástica, com um fabuloso Fandango de Luís de Freitas Branco e a Rapsódia em Blue, de George Gershwin, com o pianista António Rosado como solista. Na segunda parte houve ópera, com a soprano Elisabete Matos: Bizet, Verdi, Puccini e outra vez Gershwin.
O tom informal do concerto, a popularidade das obras tocadas, a ausência dos tiques de novo-riquismo e espalhafato para 'épater le bourgeois', e a excelência do trabalho de realização televisiva, levam-nos a perguntar porque razão a RTP não promove mais concertos destes, criando até uma série de concertos de Verão populares, como os famosos Proms, os concertos Promenade em Inglaterra.

A prova de que a RTP hoje se passou completamente e está a fazer uma noite a sério, é que depois do concerto est á a passar o Brokeback Mountain, do Ang Lee, o famoso filme com o Heather Ledger e o Jake Gylenhaal que o ano passado juntou a palavra gay à palavra western, provocando assim a polémica e ganhando os Óscares, para no fim se concluir que o filme não era bem gay nem era bem um western, mas apenas (apenas?) uma belíssima e comovente história de amor.
Tags: cinema, música
Subscribe
  • Post a new comment

    Error

    default userpic
    When you submit the form an invisible reCAPTCHA check will be performed.
    You must follow the Privacy Policy and Google Terms of use.
  • 2 comments