miguel (innersmile) wrote,
miguel
innersmile

sweeter than ever

«It took me by surprise I must say»



Tem sido muito comentado, por estes dias, um anúncio lançado pela Levi Strauss ao modelo 501, que tem a particularidade de ser o primeiro anúncio lançado simultaneamente em duas versões, uma destinada à comunidade heterossexual e outra à comunidade gay.

Lembrei-me, a este propósito, do primeiro anúncio que vi na vida às Levi's 501 e que foi igualmente um clip revolucionário: o famoso anúncio de 1984/5 em que o Nick Kamen entrava numa laundrette com um ar muito retro, e, perante o olhar atónito e/ou guloso dos outros clientes, se despia até ficar em boxer shorts, enfiando a roupa na máquina e indo sentar-se calmamente a ler uma revista, tudo isto ao som do Marvin Gaye a cantar a estrofe inicial de I Heard it Through the Grapevine.

Hoje pode parecer pouco, mas esse anúncio captou com exactidão o ar do tempo no que toca à cultura popular, colocando, pela primeira vez, o corpo masculino no lugar do objecto do desejo. Até aí, por muito estranho que isto possa parecer vinte e poucos anos depois, o corpo masculino era um tabu, celebrado apenas na produção artística, e mesmo assim na de carácter mais transgressor ou mais marcado por uma condição homossexual muito marginal (o termo 'queer' ainda estava a ser inventado).

Nessa altura, e parafraseando o célebre poema de Larkin, entre as fotografias de Robert Mapplethorpe e o primeiro vídeo clip dos Frankie Goes to Hollywood (relax… when you wanna come), passou a ser ok os homens serem bonitos e mostrarem o corpo. Para isso, diga-se de passagem, muito contribuiu a visibilidade que a homossexualidade teve em consequência da pandemia da Sida que, nos primeiros anos, surgia sempre associada aos gays.

O mundo, primeiro o da música depois os da moda e do desporto e por fim o da cultura pop em geral, passou a celebrar a beleza do corpo masculino. O resultado conhecemo-lo agora com o exacerbar hedonista mas muito superficial da cultura física, a proliferação dos ginásios e dos spas, a consagração da beleza física como um valor em si, de promoção ou prestígio social ou profissional. Nada, refira-se, a que as mulheres não estivessem habituadas pelo menos desde os anos cinquenta.

Quanto ao Nick Kamen, tive por ele uma valente paixoneta que me convenceu de vez de qual o género sexual que mais me titilava a libido. Teve, como deve ser nestes casos, uma carreira meteórica, dizia-se na altura graças ao facto de ter sido um protegido da Madonna, que foi, acho eu, co-autora de um dos seus hits e em cuja gravação chegou a participar nos coros. Each Time You Break My Heart foi o single que o Nick Kamen foi a correr gravar para aproveitar o hype levantado pelo anúncio às Levi's 501, mas a minha canção preferida dele foi Loving You is Sweeter Than Ever. E já agora, para me encher de ridículo, devo confessar que aterrorizei algumas pistas de dança tentando imitar o estilo de dança do Nick Kamen neste clip (be afraid, be very afraid!)

Tags: clips
Subscribe
  • Post a new comment

    Error

    default userpic
    When you submit the form an invisible reCAPTCHA check will be performed.
    You must follow the Privacy Policy and Google Terms of use.
  • 8 comments