miguel (innersmile) wrote,
miguel
innersmile

por um canudo

Não me queixo dos custos da interioridade. Já me queixei, e muito, mas neste momento as coisas até não estão assim tão mal. Apesar de tudo, apesar da ressaca e da crise, vão acontecendo coisas no domínio da arte e da cultura na cidade de Coimbra. Além disso, Coimbra está a duas horas de carro de Lisboa e a uma do Porto, dá perfeitamente para ir assistir a um espectáculo ou um concerto, e os bilhetes já se podem comprar com toda a facilidade e conforto da net ou da bilheteira da Fnac.
Mas apesar disso ainda há ocasiões em que me apetece bater com as portas e dar pontapés nos caixotes do lixo. E esta é uma delas. Amanhã, às dezanove horas, no grande auditório da Gulbenkian, a Anne Sofie von Otter vai apresentar ao vivo o seu último disco I Let The Music Speak, integralmente composto por canções de Benny Andersson, um dos compositores dos Abba. Segundo entrevista hoje de manhã na Antena 2, além das canções do disco, von Otter apresenta ainda repertório de Kurt Weill e canções de cabaret.
Eu à medida que vou ouvindo o disco vou gostando cada vez mais dele e ficando cada vez mais enfeitiçado pela voz perfeita da ASvO, e tenho pena de não saber há mais tempo do concerto (soube dele este fim de semana, através da leitura dos jornais), se não tinha tentado organizar as coisas de forma a ir. Além de que segundo informação da bilheteira da Gulbenkian, a lotação está esgotada (mas como nem tudo é mau, já tenho bilhete para ir no próximo Sábado a um dos concertos que mais vontade tinha de assistir.)
Entretanto, logo no Ritornello, às 18 horas, há mais ASvO na Antena 2.
Subscribe
  • Post a new comment

    Error

    default userpic
    When you submit the form an invisible reCAPTCHA check will be performed.
    You must follow the Privacy Policy and Google Terms of use.
  • 7 comments