miguel (innersmile) wrote,
miguel
innersmile

orgia

‘Orgia’, texto de Pier Paolo Pasolini, pelos Artistas Unidos, com encenação de Pedro Marques e interpretação de Sylvie Rocha, José Airosa e Sofia Correia. Um dispositivo cénico minimalista e uma interpretação sempre reduzida ao essencial, ao serviço de um texto denso, que pedia para ser lido antes de escutado. Foi a primeira peça de Pasolini que eu vi, mas prolonga aquilo que já conhecemos do autor, no cinema e na literatura: a procura de um sentido radical poético e político que resgate a vida do tédio vazio pequeno-burguês, o sexo como o lugar explosivo das nossas fraquezas e contradições.
Não é um espectáculo divertido, não se sai entretido, mas devia ser obrigatório, pelo menos ‘once in a while’, para nos lembrarmos de que o quotidiano não é a medida do homem, e que só no confronto consigo próprio pode o homem vislumbrar a face de deus.
Tags: teatro
Subscribe

  • leituras

    Down There on a Visit é um dos livros do Christopher Isherwood de que mais gostei, e já li alguns. Como nas suas obras mais populares, também este…

  • leituras

    Continuo a entrar e sair do hospital por causa das infecções. Desde a última vez que escrevi aqui, já tive alta e, ao fim de 6 dias em casa, voltei a…

  • vitae summa brevis

    Não me apetece escrever. Continuo com longos períodos de internamento no hospital. Agora estou no hospital há mais de três semanas. É deprimente,…

  • Post a new comment

    Error

    default userpic
    When you submit the form an invisible reCAPTCHA check will be performed.
    You must follow the Privacy Policy and Google Terms of use.
  • 3 comments