?

Log in

No account? Create an account

cordeiro
rosas
innersmile
Um cordeiro entrega-se ao sacrifício com mansidão. Há um ano. Se fosse outro, como seria? Guincharia como um porco na hora da matança? Rebelar-se-ia? Explodiria em revolta? Lutaria determinadamente para se manter à tona de água? Este, não. Aceita manso e conformado o seu destino. Chegará um dia em que o sacrifício será a vida toda do cordeiro. Aos poucos desfazer-se-á em poeira a memória de outra vida que não a do sacrifício. É assim que os cordeiros se entregam à vida mansamente, aceitando o sacrifício como um destino.