November 7th, 2017

rosas

o teu pai



Confesso, agora,
não sem uma ponta de vergonha ou
remorso.
Nunca percebi, como devia,
Que a falta do teu pai
e as saudades que tinhas dele,
eram a marca maior da alegria
intensa do teu amor.
A sombra que acentuava a negro
o contorno dos teus dias.

Agora percebo.
Finalmente sei do que falavas.
Embora tenha aprendido, na medida
do possível, a viver o quotidiano
da tua ausência. A tua falta,
na vida e não apenas em mim,
são a marca da alegria do meu amor.
A sombra que acentua a negro
O contorno dos meus dias.