?

Log in

No account? Create an account

plaza suite
rosas
innersmile
Fui no fim de semana ao Cine-Teatro de Estarreja ver a peça Plaza Suite, um texto de Neil Simon, traduzido por Luísa Costa Gomes, com encenação de Adriano Luz, e a interpretação de dois dos melhores actores portugueses da actualidade: a Alexandra Lencastre e o Diogo Infante. Gostei bastante da peça, a começar pelo texto.

O Neil Simon foi um dos maiores dramaturgos da Broadway, e eu era fã das suas peças, ou melhor dos filmes que se baseavam nas suas peças, e houve muitos ali por finais dos anos 70 e durante a década de oitenta. Recordo, entre muitos muitos outros, aquele que é um dos meus filmes favoritos de sempre, The Goodbye Girl, realizado por Herbert Ross, e com o Richard Dreyfuss (Oscar para melhor actor, com este filme, em 1978) e a Marsha Mason.

Plaza Suite, nesta versão de Luísa Costa Gomes, é uma peça em dois actos, com duas histórias distintas que têm em comum passarem-se no mesmo quarto de um hotel de luxo. A produção opta, em relação ao primeiro acto, por um tom de comédia dramática, ao levar à cena um casamento em acelerada fase de dissolução. No segundo acto, temos os pais de uma noiva que à hora do casamento se tranca na casa de banho, e o tom é o da farsa e da comédia slapstick.

A diferença dos registos põe em evidência o talento multifacetado dos actores. E sem menosprezar o grande actor que é o Diogo Infante, este espectáculo vem demonstrar que a Alexandra Lencastre é uma das mais talentosas actrizes nacionais.
Tags:

por que se tu te vas
rosas
innersmile
Si no te vas, te voy a dar mi vida si no te vas, vas a saber quien soy vas a tener lo que muy pocas gentes algo muy tuyo mucho, mucho amor Hay cuanto diera yo por verte una vez mas amor de mi cariño Por Dios que si te vas me vas a hacer llorar como cuando era un niño Si tu te vas se va a acabar mi mundo el mundo donde solo existes tu no te vayas, no quiero que te vayas por que si tu te vas en ese mismo instante muero yo
Tags: