?

Log in

No account? Create an account

monstros s.a.
rosas
innersmile
Fui ver no fim de semana a peça Monstros S.A. (sem abrigo), um conjunto de diálogos escritos por Roland Dubillard, protagonizados por Rui Paulo e Filipe Crawford, que encenou. O dispositivo cénico é minimo, serve apenas para dar contexto dramático à peça, que vive exclusivamente dos textos e daquilo que os actores são capazes de fazer com eles. E isso basta: os textos são muito bons, alguns deles excelentes, muito inteligentes e com um humor quase sempre subtil que está sempre a querer deslizar para o nonsense. Os actores conseguem desenhar personagens com o mínimo de recursos, e dominam muito bem o tom e o ritmo dos diálogos. Foi, em suma, um belo e divertido momento de teatro.
Tags: