?

Log in

No account? Create an account

start over
rosas
innersmile
Quatro dias junto dos meus sobrinhos, os do Algarve e a da Alemanha. Praia qb, e apesar do tempo estar instável, uns ricos mergulhos. Uma noitada, que me deu mais uma ver a oportunidade de ver o meu sobrinho a tocar ao vivo, no ambiente íntimo e próximo, de um bar (claro, recolhi às duas, por absoluta falta de pedalada para acompanhar pessoal com menos vinte anos do que eu). Mas o melhor é mesmo a minha baby, que está famosa, muito engraçada, faladora e expressiva. À noite, para adiar a hora de ir para a cama, tínhamos direito a espectáculo, com ordens, como aprende com as professoras da escolinha, canções, danças e rodas.

Estava muito a precisar, sobretudo de descansar de mim, da minha vida. A semana passada foi toda passada em clima de grande tristeza, e senti-me a ir abaixo duas ou três vezes, o que não é nada habitual. Mas suponho que ainda vou demorar algum tempo a readquirir uma certa tranquilidade. Enfim, sem dramas.

Ainda não sei se vou por aqui fotos do fim de semana. As que me apetece por são demasiado pessoais e parece-me até um pouco sacrílego expô-las. Opto, para já, pela banda sonora do fim de semana. Os percursos a caminho e de regresso da praia eram feitos, a pedido da sobrinha neta, ao som da “música do sino”: nada mais nada menos do que o Hells Bells dos velhinhos AC DC, com direito a head banging e tudo. Mas à noite, em casa, no mimo com o pai, preferia a “música do leitinho”, o Coffee and TV, dos Blur. Claro que o encanto tinha muito a ver com o clip, que é irresistível. Mas é uma escolha tão perfeita, que um tipo até se pergunta que raio de coisa é que os miúdos sabem que nos passa completamente ao lado.