March 17th, 2015

rosas

silêncio

IMG_20150314_153105

No sábado fui almoçar a um dos meus sítios habituais. É uma cervejaria, das mais antigas ainda em actividade. Aqui há uns anos era um dos lugares obrigatórios da cidade, sobretudo para quem gosta de marisco, agora já não sei.

Frequento esta cervejaria desde sempre, desde o tempo em que não tinha dinheiro para lá comer. Um amigo meu, dos tempos de liceu e faculdade, morava ali muito perto, e por vezes ía lá almoçar, e eu aproveitava a companhia. A primeira vez que lá comi, pagaram-me o almoço. Foram filetes. Ao longo destes últimos trinta e tal anos vou lá frequentemente, antigamente por causa dos filetes e das francesinhas (era um dos raros restaurantes da cidade que as serviam), nos tempos mais recentes por causa dos pregos no prato.

A única coisa que me irrita nesta casa é a espécie de horror ao silêncio tão comum nos estabelecimentos públicos. No sábado, estavam talvez três mesas ocupadas, uma delas com um grupo, umas oito ou nove pessoas, que, naturalmente, conversavam em voz alta. Além disso havia música de fundo, pop dos anos oitenta se não estou em erro. E por cima de tudo isto, o som alto do notíciário da televisão. Felizmente, sentado ao balcão, consegui abstrair-me da cacofonia, graças ao kindle.