?

Log in

No account? Create an account

à janela
rosas
innersmile
15 - 1

Domingo, como de costume. Comecei a manhã na livraria, passei pelo supermercado, e fui ver o meu pai. A família de Lisboa veio ver a minha mãe, ou seja tive companhia para o almoço, passámos a tarde ao pé da minha mãe, e fui deixar o pessoal na rodoviária. Voltei para casa, entrando na rua onde moro pelo lado menos habitual, e, como sempre claro, olhei instintivamente para a janela da sala. Percebi que havia ali no canto qualquer coisa fora de normal, encostei o carro para fixar melhor e percebi que era o gato. O meu palermita à janela. Vejo-o muitas vezes aí, mas quando estou do lado de dentro, nunca o tinha visto a partir do exterior. A casa pareceu-me mais bonita com aquele habitante. E também um bocadinho menos minha, e mais dele.