?

Log in

No account? Create an account

amanhã é destino
rosas
innersmile
Iniciei férias na sexta-feira, dia 15 de agosto. Apesar de ser feriado, deixei o despertador acordar-me à hora do costume. Tinha deixado tudo pronto de véspera, e o carro já meio carregado, de modo que comi qualquer coisa e meti-me à estrada, em direcção ao sul. Como calculei que na A1 estivesse um trânsito intenso, aproveitei e apanhei, logo aqui numa das saídas da cidade, perto de casa, o novo trecho da A13, que liga Coimbra a Tomar. A estrada estava deserta, e tem um traçado muito sinuoso, mas lindíssimo, quase sempre pela crista das serras. Uma estrada bonita e vazia, luz e frescura matinais. Quase perfeito.

Tinha comprado dias antes o mais recente disco de Ricardo Ribeiro, Largo da Memória, depois de o ter visto ao vivo num concerto. Ouvi, nas viagens para o trabalho, as primeiras faixas, e, depois do noticiário das 8 na rádio, mudei para o cd. O disco tocou todo e, depois de uma faixa inteiramente instrumental e, inédito num disco de um fadista, sem guitarra portuguesa, o último tema do disco: Fado É Canto Peregrino, uma composição de António dos Santos com palavras de Mascarenhas Barreto. Novamente sem guitarra portuguesa, apenas a viola quente e discreta de Jaime Santos, e a voz. Então sim, a manhã ficou perfeita.



(A gravação desta clip é a usada no disco. No Vimeo há um clip ao vivo da canção, com outro guitarrista. Está neste link
Tags: ,