July 22nd, 2014

rosas

o francoatirador paciente

500_9789892327808_o_franco_atirador_paciente

Um livro menor de Arturo Pérez-Reverte, tanto mais que surge depois de dois grandes romances, O Assédio e O Tango da Velha Guarda. Claro, como é marca do autor, a trama é muito bem construída, o tema tratado com grande rigor de pormenores, e a escrita irrepreensível. Desta vez, no centro da história está o graffiti e a arte urbana, e duas personagens: um graffiteiro célebre e anónimo (um pouco à semelhança de Banski, que de resto é referido expressamente no livro), em fuga de uma vingança jurada; e uma escritora free-lancer que o procura no âmbito de uma campanha para o pôr no centro do mundo "oficial" da arte contemporânea. Apesar de lento, e de por vezes tropeçar em demasiadas explicações e considerandos, o thriller avança com eficácia e ao encontro de desenvolvimentos inesperados.