?

Log in

No account? Create an account

my baby just cares
rosas
innersmile
unnamed

Dias iluminados. Porque tivemos o primeiro lampejo de primavera, claro, céu azul e sol quente. Mas também por causa dos afectos.

Na sexta-feira, saí mais cedo do serviço e ao fim da tarde, estava a beber um café na baixa de Lisboa, com uma das minhas mais queridas amigas. Um inesperado raid ao Chiado e um jantar com mais amigos, daqueles muito próximos, que sentimos como extensões da família, para assinalar um aniversário importante de uma afilhada do coração. Conversa até às tantas. No sábado, toda a manhã em rimanço à volta de um brunch opíparo e depois o regresso a casa, numa tarde cheia de sol e azul. Que saudades..

Hoje chegaram a Coimbra os meus sobrinhos e a minha sobrinha neta, para passar dois dias, hoje e amanhã. Não me cabe no peito a emoção. A minha baby a correr a casa dos meus pais, muito à vontade e confiante, a tagarelar, a encher tudo de alegria. A casa cheia, refeições tardias e prolongadas, a desarrumação e a balbúrdia naquela casa que, na maior parte dos dias, é de um sossego quase triste. A tarde foi passada no parque do Portugal dos Pequenitos, que nunca me pareceu tão alegre como hoje.

A bebé está famosa, grande, esperta, mas também carinhosa e dada. E, naturalmente, muito macaquinha e engraçada, cheia de mimo e habituada a todas as atenções. Eu sei que as crianças são como os cãezinhos e os gatinhos, todos achamos que os nossos são os mais engraçados e espertos, e que só eles é que fazem as gracinhas habituais. Mas não faz mal, porque estou feliz, este diário é meu, e aqui a minha baby é o melhor bebé do mundo.