?

Log in

No account? Create an account

second babyhood
rosas
innersmile
lttrfrmkrswtbrgmn

Gosto muito desta carta que o realizador japonês Akira Kurosawa escreveu a Ingmar Bergman por ocasião do septuagésimo aniversário do realizador sueco, e tinha-a aqui guardada à espera de uma ocasião adequada. Toda a carta é uma delícia, mas destaco a seguinte frase:

(...) I fully realize that a human is not really capable of creating really good works untill it reaches eighty.

E lembrei-me de aqui pôr a carta hoje, por ser um daqueles dias em que me dou conta de que, ao contrário do que o espelho mental reflecte, paulatinamente, passo a passo, ano a ano, regresso ao tempo de ser bebé outra vez. Sempre com a esperança de que a second babyhood me permita chegar perto de produzir pure works.