?

Log in

No account? Create an account

cadernos do potomac
rosas
innersmile
9789724054230

Uma excelente memória norte-americana de 18 anos de adido de imprensa na embaixada portuguesa em Washington, iniciados em 1976. Dominam três roteiros: a (in)adaptação às idiossincrasias da vida diplomática (o autor era anteriormente jornalista na BBC de Londres); as aventuras e desventuras da vida doméstica; e a intensa vida cultural, sobretudo nos âmbitos literário e das artes plásticas, focalizada a primeira muito na própria produção poética do autor, e repartida a segunda pelos museus e galerias de Washington e Nova Iorque.

É o quinto volume de memórias e impressões autobiográficas que leio de Luís Amorim de Sousa, depois de: Crónica dos Dias Tesos, Londres e Companhia, O Pico da Micaia, e Às Sete no Sá Tortuga; a propósito do Sá Tortuga, Alberto de Lacerda, que durante estes anos era professor em Boston, é presença regular no livro, normalmente através dos longos telefonemas nocturnos entre ambos. E tal como aconteceu com os anteriores, li este volume com muita satisfação. A opção, neste caso, pela expressão 'cadernos', no título, faz jus à simplicidade e à 'straightforwardness' da escrita; o que deve ser entendido como um elogio.