?

Log in

No account? Create an account

she moves
rosas
innersmile
She moves in mysterious ways, dizia uma canção velhinha dos U2. A vida, claro. A esta hora devia estar a ver uma peça de teatro há muito perseguida, o bilhete comprado há mais de um mês, mesmo antes de esgotar a lotação. Mas tive de ceder o bilhete, porque de repente, depois de uma semana muito complicada e cheia de ansiedade, precisava de fazer um compasso de espera. Precisava de parar, e de estar um pouco sentado ao lado de quem mais quero, e que, mais uma vez, testou as suas forças e as suas fragilidades. Quarta e quinta-feiras foram terríveis, sem sossego, num estado de tensão e de angústia constantes. Hoje as coisas parece que começaram a assentar, a entrar nos eixos. Amanhã, como em Tara, será um outro dia.