October 6th, 2013

rosas

sintra

Graças à amizade e à generosidade da minha ‘madrinha’, passámos três dias maravilhosos em Sintra, instalados no Palácio de Seteais, um hotel 5 estrelas da cadeia Tivoli, e onde eu já tinha jantado, uma vez, há muitos anos.

Só o hotel já foi uma experiência, mas como há muitos anos não ía a Sintra, o regresso foi encantatório; para mais, a ‘madrinha’ conhece os becos e as histórias todas, e trata as árvores por tu, de modo que tive a melhor cicerone possível. Chegámos na sexta, e depois de almoçarmos na vila (na Piriquita, para começar da maneira mais doce…), passámos a tarde a descobrir Seteais e os seus jardins.

No sábado, ontem, saímos ao fim da manhã (depois de um pequeno-almoço opíparo) e fomos à praia: Praia das Maçãs, e as Azenhas do Mar, que não conhecia e adorei. Depois viemos passear para a vila, fizemos um almoço tardio no Café Saudade e fomos à Regaleira, visitar a quinta (enfim, a parte possível, mesmo assim estafei-me) e assistir a um recital de piano, na Sala da Renascença, por Raul Pinto, com Schubert (abriu da melhor maneira possível, com o terceiro andamento do Impromptu, Op. 90, que eu adoro), Chopin, Schumann e Wagner, a transcrição para piano das Walkirias. Como estávamos poucos, o pianista foi conversando connosco, contextualizando e explicando as peças; foi simplesmente fabuloso.

Como o fim de semana foi patrocinado pelo São Voucher, decidimos compensar e jantar no hotel, uma experiência requintada e acolhedora, tão boa quanto cara. Hoje, no regresso de Sintra, ainda tive direito, graças mais uma vez à melhor cicerone possível, a um auto-passeio pela Graça e por São Vicente de Fora, duas zonas de Lisboa que eu queria muito conhecer e onde apenas tinha passado muito de raspão.


IMG_0558 IMG_0597

IMG_0579 IMG_0650

IMG_0676 IMG_0689

IMG_0691 IMG_0718

IMG_0748 IMG_0770