July 26th, 2013

rosas

the fire witness

the-fire-witness

E vão 3. The Fire Witness (em português, A Vidente) o terceiro policial de Lars Kepler (pseudónimo policiário de uma dupla de escritores suecos em que a senhora é descendente de portugueses), é o terceiro que leio, e, tal como os anteriores, foi lido no mês de julho, num fim de semana longo à beira de uma piscina. Mas foi o primeiro que li na tradução inglesa, no Kindle.

E também é o terceiro com o inspector detective Joona Linna, e de certo modo é o que mais investe na personagem, na sua espessura psicológica, o que, todavia, não me parece ter trazido grandes vantagens à série. Não gostei tanto deste terceiro volume como do anterior, O Executor, que até agora foi o meu preferido. Mas mantêm-se intocáveis as razões que fazem deste autor um dos meus preferidos para fins de semana de verão passados à beira de piscinas: a narrativa absorvente, a escrita vertiginosa, o acumular de peripécias, o gore, as reviravoltas e as surpresas, o clima de suspense, e por aí fora. E tem ainda duas outras qualidades que o tornam ideal para férias: mergulhamos no livro com muita facilidade, e largamo-lo com identica facilidade para, por exemplo, dar um mergulho!