?

Log in

No account? Create an account

mimos
rosas
innersmile
Souberam-me muito bem os quatro dias que fui passar ao Algarve, e apesar de ter descansado e ‘recarregado as baterias’, o ponto é que continuo sem grande entusiasmo por estar de regresso ao país das segundas-feiras.

O céu manteve-se imaculadamente azul, mas, no fim de semana, as temperaturas baixaram ao mesmo tempo que vento subiu. Mesmo assim, na sexta-feira de manhã fui passear ao areal da Rocha e, claro, acabei dentro da água a tomar a primeira banhoca atlântica do ano (sim, porque este ano a primeira banhoca absoluta do ano foi no Índico).

Claro que o melhor de tudo foi a minha sobrinha neta e o tempo que passei junto dela. Fiquei feliz por ela se ter habituado a mim com muita facilidade, e não deixa de me surpreender o modo como ela está sempre muito disponível e à vontade comigo, quer nas brincadeiras, quer nos mimos, quer até nas rotinas próprias do bebé. Vai fazer um ano para a semana, e nestas ocasiões em que estou assim uns dias ao pé dela, a única coisa que me apetece é mudar-me definitivamente para o Algarve.

vertigens. impressões
rosas
innersmile
9789726957058

Aproveitei os poucos momentos livres no Algarve para acabar de ler mais um livro do W.G. Sebald, Vertigens. Impressões. Uma colecção de textos onde a realidade se mistura com a ficção, o relato de viagens com o livro de histórias, e onde nunca sabemos se a memória o é, de facto, ou se é uma memória inventada.

A funcionar como leitmotiv da narrativa, duas viagens que o narrador faz através do continente europeu, de Inglaterra até Itália, passando pela Áustria, viagens acompanhadas por um certo mal-estar, de que tenta fugir mas que o acompanha, e que é, de certa maneira, o mal-estar que atravessa o século XX europeu.

Achei a tradução um pouco arranhada. A escrita minuciosa de Sebald, as suas impressões muito evocativas, e as pequenas narrativas (estórias e histórias) que se vão desfiando e entretecendo, exigem um texto claro e fluído, que nos leve pela mão e nos conduza sem resistências.
Tags: ,