April 1st, 2013

rosas

a window in your heart

Ontem, por volta das onze e meia da noite, na estrada de Galle, vindo de Kalutara para Colombo para apanhar o avião das três da manhã, de regresso a casa, a ouvir no mp3 o álbum Graceland, do Paul Simon. Gosto muito destas aparentes dessintonias, do encontro de planos improváveis, de mundos que diríamos dissonantes, mas que de repente parecem fazer sentido juntos.

E depois há ”Losing love is like a window in your heart, everybody sees you’re blown apart, everybody sees the wind blow”, que é sempre igual, onde quer que estejas e qualquer que seja a bagagem que levas contigo.