December 29th, 2012

rosas

inventário III - espectáculos

Concertos:
- A Naifa, OMT, Coimbra
- Anaquim, TAGV, Coimbra
- Dead Combo, TAGV, Coimbra
- Maria Bethânia, CAE, Figueira da Foz
- Sétima Legião, CAE, Figueira da Foz
- Orquestra Metropolitana de Lisboa, Maestro Pedro Neves, Auditório do Conservatório de Coimbra
- António Zambujo, Casa da Música, Porto
- Drumming, Quinta das Lágrimas, Coimbra
- Orquestra Chinesa de macau, Quinta das Lágrimas, Coimbra
- Vânia Fernandes e Júlio Resende, Auditório do Conservatório de Coimbra
- António Zambujo, Auditório do Conservatório de Coimbra

Teatro:
- Animais Noturnos, Escola da Noite, Enc. António Augusto Barros, TCSB, Coimbra
- Bacantes, Teatro Oficina Uzina Uzona, Enc. Zé Celso Martinez Correa, São Luiz, Lisboa
- Corto Maltese, Fatias de Cá, Enc. Carlos Carvalheiro, Convento de Cristo, Tomar
- O Cerco a Leninegrado, Enc. Celso Cleto, com Eunice Muñoz, TAGV, Coimbra
- Shakespeare Pelas Barbas, Teatrão, Enc. Ricardo Correia, OMT, Coimbra
- Fuga, Enc. Fernando Gomes, CAE, Figueira da Foz
- O Abat-Jour Lilás, Escola da Noite e Cendrev, Enc. António Augusto Barros, TCSB, Coimbra
- Preocupo-me, Logo Existo, Enc. Natália Luiza, com Diogo Infante, Auditório do Conservatório de Coimbra

Dança:
- Radical Wrong, Última Vez, Coreog. Wim Vanderkeybus, TAGV, Coimbra


Não foi um ano muito prolixo, mas houve coisas muito boas. Destaco os concertos do António Zambujo, muito diferentes entre si mas ambos magníficos, o da Naifa, o do grupo de percussão Drumming, e o recital de poesia que Bethânia apresentou, uma comoção. E é impossível não destacar o espectáculo das Bacantes, no São Luiz, em Lisboa, uma experiência total e inesquecível, e de que ainda hoje, quase um ano volvido, permanece a perplexidade e até a euforia de estar a participar num acontecimento maior do que a vida e transbordante dela. A experiência de assistir a espectáculos ao vivo, sejam eles musicais ou teatrais, vai sempre para além do simples entretenimento, ou pelo menos do mero passatempo. É quando participamos em momentos assim, que nos perturbam e nos tiram da nossa zona de conforto, que nos confrontam mas simultaneamente nos divertem, que faz de facto todo o sentido sair de casa à noite.