October 1st, 2012

rosas

anish kapoor

Vi ontem á noite na RTP2 um documentário sobre o artista plástico indo-britânico Anish Kapoor. Nunca tive a oportunidade de ver trabalhos seus ao vivo, mas pelo que conheço quer através das leituras quer da net, gosto bastante do seu trabalho. Aqui há tempos teve uma exposição monumental na Royal Academy que, noutros tempos e noutras circunstâncias, me teria levado de propósito a Londres.

Em termos comparativos, e só para dar uma ideia, o seu tipo de trabalho artístico é do tipo do que, entre nós, a Joana Vasconcelos faz, criação de objectos e intervenção no espaço público. Apesar de gostar muito da JV, acho que o trabalho do AK é mais abstracto e depurado, e tem uma capacidade superior de nos interrogar e fazer interrogar, e isso agrada-me muito.

Gosto sobretudo das suas obras para os espaços públicos. O Cloud Gate, em Chicago, é fabuloso, adorava ver ao vivo. O filme do Duncan Jones, Source Code, tem toda uma sequência filmada com o Cloud Gate. Mas até as suas obras mais modestas na dimensão, me apelam muito, como os espelhos côncavos colocados, por exemplo, nos parques londrinos.

Do seu trabalho mais expositivo gosto muito das obras com cera vermelha, acho-as muito poderosas e impressivas, como a extraordinária Shooting Into Corners, mas não gosto da fase mais recente dos trabalhos em cimento, acho feios e, pelo menos para o meu gosto pessoal, um bocado repugnantes, e não me consigo fascinar por alguma coisa que não me prende a atenção.

Da entrevista que vi ontem, retive a descrição das três caracteristicas que lhe interessam quando aborda uma criação: primeiro a escala, depois o espaço, finalmente o tempo. E é a partir destes três vectores que ele tenta criar obras que tenham a capacidade de ganhar um valor que seja exterior quer ao artista quer ao próprio objecto, sendo essa terceira entidade aquilo que constitui o que denomina por ‘objecto poético’.

O Anish Kapoor tem um site muito bom, onde se podem visualizar praticamente todas as suas obras, por ordem cronológica inversa, e com vários tipos de aproximação. O endereço é o seguinte: www.anishkapoor.com. O link para a exposição na Royal Academy, onde se pode ficar com uma ideia geral do trabalho de kapoor, é: www.anishkapoor.com/252/Royal-Academy-of-Arts-2009.