?

Log in

No account? Create an account

caro diário
rosas
innersmile
Pela primeira vez em mais de onze anos, neste mês de setembro o innersmile tem (pelo menos) uma entrada em todos os dias do mês. Não é importante, nem foi planeado. Dei conta, lá por meados (detesto esta palavra, faz-me sempre lembrar gatos a miar com cio) do mês, que ainda não tinha falhado nenhum dia, e, ok, esforcei-me um bocadinho para meter pelo menos uma entrada por dia nos restantes dias. Suponho que quando se faz este tipo de exercícios o interesse do que se escreve seja menor, até porque se corre sempre o risco de pôr aqui coisas só para encher chouriços. O que explica que, por seu lado, e mais uma vez, o número de leitores baixou, para já nem falar nos comentários.

Mas como disse nem sequer se tratou de um projecto. E a verdade é que foram sempre surgindo temas ou ideias para ir escrevendo e pondo aqui. E teve uma vantagem colateral: serviu por vezes para desanuviar, num mês que teve os seus momentos complicados.

O ponto é que, e apesar de ter sempre a impressão de que o innersmile é um affair cada vez mais solitário, continua a dar-me gozo escrever sobre a maneira como vou passando pelos dias que passam.