July 28th, 2012

rosas

o sns vai às olimpíadas

Gostei muito da cerimónia de abertura dos jogos olímpicos de Londres. Gostei que os organizadores da cerimónia tenham escolhido como tema principal, para além de uma introdução muito revolução industrial, a cultura pop e a classe média, que foram o grande assunto inglês dos tempos que correram desde 1948, data dos jogos anteriores em Londres, até à actualidade.

De facto foi muito interessante esta escolha da classe média! Num tempo em que o capitalismo dos especuladores tem como alvo principal a classe média, foi significativo que os organizadores da cerimónia nos tenham vindo lembrar que foi a classe média que fez a Inglaterra nos últimos sessenta ou setenta anos.

Mais, foi até um pouco embaraçoso ver os ingleses escolherem o serviço nacional de saúde como uma das coisas de que têm orgulho, num momento em que, por cá, estamos decidida e paulatinamente entretidos a desmantelar o nosso.

Mas gostei sobretudo do modo como a cerimónia homenageou os grandes ícones da cultura pop inglesa, do James Bond à Rainha (naquela que terá sido a sequência melhor conseguida da noite), passando pelos Beatles e a música pop, pelo Becks ou pelo Mr. Bean. As grandes nações não precisam de estar sempre a invocar os passados gloriosos. Basta-lhes celebrar aquilo que faz delas o que são hoje.