July 24th, 2012

rosas

mestre alfredo

Coplas ao Mestre Alfredo


Entre as fitas de suspense
E o fado dito das tascas,
Dilacerado e às lascas
Toujours mon coeur balance:

De um lado mestre Hitchcock
Dos filmes o meu primeiro.
Do outro o Marceneiro
Mestre do fado ad hoc.

Escolho corvos e loirinhas
E chuveiros de terror,
Ou dou de beber à dor
Na casa da Mariquinhas?

Como em escolhas tenho medo
Guardo ambos na carteira.
E assim na hora certeira
Terei sempre o mestre Alfred(o)