September 27th, 2011

rosas

espelho




ESCOLHA

"Entre vento e navalha escolho o vento
Entre verde e vermelho aquele azul
que até na morte servirá de espelho
ao vento que por dentro me deslumbra

Entre ventre e cipreste escolho o Sol
Entre as mãos que se dão a que se oculta
Entre o que nunca soube o que já sobra
Entre a relva um milímetro de bruma"


- David Mourão-Ferreira, ÓRFICO OFÍCIO