June 8th, 2011

rosas

flow

O concerto da Laurie Anderson, Domingo à noite na Casa da Música, durou pouco mais de hora e meia sem qualquer interrupção. O público aplaudiu quando ela entrou, e tornou a aplaudir, e muito, no final da prestação. Pensei, por isso, que não faria grande sentido haver um encore, e não estava à espera que houvesse. Mas de uma das vezes que a LA regressou ao palco para agradecer, sacou do violino e começou a tocar Flow, um tema muito simples, com que termina o álbum do ano passado, Homeland (e do qual, tenho a impressão, houve alguns momentos, mais do que temas completos, que foram incorporados neste espectáculo Delusion).

Adoro esse tema, e palavra que até fiquei comovido, quase como se a Laurie Anderson estivesse a tocá-lo só para mim, ou a meu pedido. Uma vez, creio que precisamente na primeira vez que fui à Casa da Música, tive a mesma impressão, quando o Andreas Scholl tocou, no bis, o largo de Haendel, Ombra Mai Fu.

O ano passado, já não me lembro bem quando nem a que propósito, peguei numas imagens que tinha feito, num dia de muito vento, quando estive de férias em Mira, juntei-as e fiz um clip com este tema da laurie Anderson. Eu sei que na prática isto representa uma violação dos direitos de autor, e por isso quando se faz um upload para o YouTube aparece logo uma mensagenzinha a lembrá-lo. Mas eu gosto tanto deste clip, acho que as nuvens ficam tão bonitas com a música da Laurie Anderson, que agora carreguei-o também no Vimeo. Conclusão, de certeza que já aqui pus este clip, mas. que se lixe, gosto tanto dele que volto a pô-lo aqui outra vez.