?

Log in

No account? Create an account

potiche 5*
rosas
innersmile
Fui ontem ver Potiche, o mais recente filme do François Ozon, e adorei. Uma farsa muito bem esgalhada, com o toque de preversidade habitual em Ozon, que não raro atinge o nível da alta-comédia, da screwball mais desenfreada. Claro que faz tudo parte do jogo, e não devemos levar nada demasiado a sério, nem sequer, ou muito menos, a operação de desconstrução do mito que Ozon leva a cabo de forma paulatina em relação à grande Deneuve; a verdade é que La Belle Du Jours sai do programa ainda mais endeusada. Mas é impossível um tipo não se desfazer à gargalhada perante a imagem de Catherine a fazer o seu footing matinal, de fato de treino vermelho da Adidas e rolos no cabelo, e a ver, entre dois dois versos inspirados, a natureza a despontar no seu melhor: um bambi, um esquilo, dois coelhos a pinar furiosamente. Lindo.

Para além da ferocidade com que Ozon 'ataca' as personagens, para além de uma certa dignidade no ridículo, há um gozo tal na construção do filme, na reconstrução dos anos setenta, com um toque de trash e outro de compostura gaulesa, que é impossível ficar imune. E depois são tantos gags, tantas punch-lines, tantos trocadilhos, tantas pequenas armadilhas, que mal podemos esperar pelo dvd para poder gastar o botão do rewind. A melhor comédia do ano, sem dúvida.
Tags: