?

Log in

No account? Create an account

date night
rosas
innersmile
Fui este fim de semana ver Date Night, que em Portugal mereceu o elegante título de Uma Noite Atribulada. As expectativas não eram muito elevadas, mas sempre é com a Tina Fey, de cujo humor seco e um pouco 'seinfeldiano' sou fã. E ver uma comédia é sempre uma perspectiva interessante (o pior é que há comédias tristíssimas). Ok, o filme não é grande coisa, é mesmo assim para atirar para o fracote, para grande pena minha no que à Tina Fey diz respeito. Quer dizer, a situação que serve de ponto de partida é engraçada, um casal que para arranjar mesa no restaurante decide reponder à chamada de uma marcação feita em nome de outras pessoas. E o filme tem algumas one-liners giras, aliás, o filme é sempre mais engraçado quando se apoia nos diálogos, mais do que nas situações. Mas também tem muito disparate à mistura e houve partes em que foi mesmo aborrecido o que, para uma comédia, convenhamos que não será a coisa mais estimulante.

Para além da Tina Fey (que tem sempre graça, mesmo num filme fraquinho), e tirando o co-protagonista, o Steve Carell, a quem não acho muita piada, outra coisa interessante do filme é um trio de actores que entra a fazer uma perninha: Mark Ruffalo, James Franco e Mark Wahlberg. No caso do Mark Wahlberg nem é bem uma perninha, é mesmo aquela peitaça e aqueles baços fortes com que deus e os esteróides o contemplaram. Ou como diria o Phil, para que é que um tipo precisa de músculos nos ombros?
Tags: