May 12th, 2010

rosas

9

Fui ver, um pouco levado pela companhia e pelo nome de Tim Burton como produtor, o filme de animação 9, com realização de Shane Acker. Gostei bastante, por causa da animação que é muito bonita, por causa do ambiente pós-apocalíptico, mas sobretudo porque é um filme que respira 'autoria', transparece o cuidado, a atenção com que o filme foi sendo construído, mas sobretudo, e não sei explicar isto muito bem, vê-se que se trata de um projecto pessoal, feito com muito investimento da parte de quem o criou. E isso, juntamente com o desenho das 9 personagens, arrebata-nos logo e prende-nos à história. Achei que o argumento podia ser um pouco mais desenvolvido, fica-se muito pela simples concretização da ideia da história, e também que as personagens podiam ter um bocadinho mais de carácter, há pouco a distingui-las e o que há pouco mais é do que caricatura.

Um aspecto interessante é que não se trata de um filme para crianças, mas por outro lado é um filme demasiado puro, mesmo com alguma candura, o que o deixa um pouco abaixo da fasquia do filme para adultos. É decididamente um filme para geeks, para pessoas cuja maturidade emocional ainda precisa de levar uns safanões (espero que esta frase não soe demasiado cínica).

Uma coisa que me chamou a atenção é a quantidade de filmes que vi nos últimos tempos que têm o número 9 no título. Há este 9, houve o District 9, e o musical Nine. Mais antigos estou a lembrar-me dos clássicos de Hitchcock (sim porque são dois), The 39 Steps. Haverá mais?