April 27th, 2010

rosas

fado da mão

FADO DA MÃO

a verdade que me deste
transborda na pele que veste
a palma da mão molhada
não sei se raiva ou ternura
se desejo que só dura
na palma da mão fechada

à espera do que me trazes
nos acenos que me fazes
procurando a minha mão
não sei se dás ou se colhes
se me negues se me molhes
se o gesto diz sim ou não

aguardo esperando o dia
que a noite é fugidia
e o coração se destrava
leva o sono a tua voz
e a mancha, resto de nós,
que de manhã a mão lava