?

Log in

No account? Create an account

peter gabriel, paul simon
rosas
innersmile
O Peter Gabriel, que, tanto quanto me lembro, não gravava há muito tempo, fez um disco de versões: Scratch My Back. Claro, tratando-se do PG, dizer isto não chega, um disco de versões do PG não é apenas um disco de versões. Primeiro pelas canções escolhidas, dos Talking Heads, dos Arcade Fire, dos Radiohead, dos Magnetic Field, do Lou Reed, entre outros, num total de 12 temas. Depois porque o PG não se limita a fazer versões, adoptanto os temas ao seu universo musical. Os arranjos das canções são todos orquestrais, sem os tradicionais instrumentos associados ao rock (nomeadamente guitarras e bateria), com John Metcalfe na direcção da orquestra. Mas o PG acrescentou outra particularidade ao projecto, propondo aos músicos autores das canções que escolheu que gravassem também eles uma versão de uma canção do PG, dando sentido à ideia de intercâmbio e troca dos respectivos projectos musicais. Este projecto complementar, que se intitula I'll Scratch Yours, é compreensivelmente mais complicado de concretizar, e por isso para já foi editado apenas o disco com as versões feitas pelo Peter Gabriel.

Já tenho o disco, mas ainda ouvi apenas duas canções, as duas primeiras por sinal: Heroes, de David Bowie, e The Boy in The Bubble, do Paul Simon. Gostei de ambas, mas sem ouvir o disco todo não é possível ter uma opinião acerca do projecto. Entretanto li na net, nomeadamente no site do Peter Gabriel, que algumas das versões para o I'll Scratch Yours já estão prontas, e descobri no YouTube um clip com a versão que Paul Simon fez para Biko, uma das canções mais emblemáticas de Peter Gabriel. Bom, fiquei completamente 'apanhado' por esta gravação, primeiro porque gosto muito da canção original do Peter Gabriel, e que já tinha tido, entre outras, uma versão muito bonita feita pelo Robert Wyatt. Mas sobretudo porque acho que esta versão do Paul Simon está fabulosa, tem uma guitarra acústica linda e um violoncelo que lhe dá um toque de melancolia, e esta associação dá à canção despojamento e emoção. Ontem à noite ouvi-a vezes sem conta, daqueles casos em que não apetece parar.

Deixo aqui os dois clips que rodam no YouTube com os temas deste cruzamento entre o Peter Gabriel e o Paul Simon. Como os clips não são 'oficiais', é possível que um dia destes sejam retirados, mas enquanto aí estiverem vamos aproveitando.



Tags: ,