?

Log in

No account? Create an account

gore vidal
rosas
innersmile


Chegou ontem a encomenda da Amazon com Snapshots In History’s Glare, um álbum sumptuoso que constitui uma espécie de memória fotográfica de Gore Vidal. O arquivo de Vidal há-de ser imenso, e neste livro recolhem-se centenas de materiais, desde fotografias, cartas, manuscritos, capas de livros, enfim tudo o que se possa imaginar que constitui o lastro de uma vida. Ou de duas, melhor dizendo, já que o livro, como o autor nos explica, nasceu a partir da colecção de fotografias que Howard Austen foi fazendo ao longo das décadas em que viveram juntos.

Os elementos iconográficos são acompanhados das palavras de Vidal, e que vão desde a simples legenda até textos mais desenvolvidos, sempre na prosa elegante e espirituosa do autor. Como se compreende são inúmeras as histórias, as anedotas, as coscuvilhices. Para além de abordar a história familiar, e as carreiras política e literária de Vidal, o livro pode ainda ser visto como um who’s who ilustrado de um certo jet-set literário que frequentava La Rondinaia, a villa onde Vidal passou grande parte da sua vida, em Amalfi, na costa italiana.

Passei ontem o serão deliciado a folhear o livro e a ver as fotos. Agora vou ler os comentários de Vidal, a começar, é claro, pelos pedaços mais sumarentos. Mas apenas desta ´vista de olhos’ (como se dizia antigamente), há uma coisa que é interessante e que, de certo modo, me apanhou de surpresa, e que é o carácter íntimo, pessoal, destes documentos, e particularmente das fotografias. Gore Vidal é exímio a escolher títulos para os livros, e não foi em vão que escolheu a expressão ‘snapshots’, aquilo que em português nós chamamos, ou chamávamos, de ‘instantâneos’: fotografias tiradas de modo mais ou menos espontâneo para captar uma oportunidade, ou seja, mais para nós mesmos do que para os outros. Quando hoje em dia a ocupação do espaço público, sobretudo do mediático, tem sempre uma carga grande de exposição, uma necessidade de mostrar aos outros, estes Snapshots in The History´s Glare parecem estar nos antípodas dos facebooks da contemporaneidade. E é isso que os torna tão fascinantes e irresistíveis.