?

Log in

No account? Create an account

the lion sleeps tonight
rosas
innersmile
A propósito do blog do David Byrne, de que falei aqui ontem, e seguindo os links do seu website, fui parar, como acontece muitas vezes, ao Brian Eno. Já não sei bem porquê, mas lembrei-me de procurar no YouTube uma gravação que o Brian Eno fez, na fase imediata pós-Roxy Music, de uma canção que tem vários títulos, Mbube, o título original sul-africano, Wimoweh, o título da versão norte-americana, e, na versão mais pop, The Lion Sleeps Tonight. Dizem as más línguas que o Brian Eno gravou a canção porque precisava desesperadamente de um hit, para equilibrar as finanças lá de casa. Vá savoir. As versões do título canção não são exactamente coincidentes, uma vez que Mbube é mais fiel ao original sul-africano, Wimoweh se refere à versão tal como foi acolhida inicialmente pela folk norte-americana, nomeadamente pelo Pete Seeger.

O ponto é que encontrei um canal do YouTube (segue o link: youtube.com/user/FLORENCOM ), e um correspondente site na net (segue o link: http://florencom.es/), só com versões desta canção, desde o original que Solomon Linda gravou, nos anos 30, com os seus Evening Birds, um grupo de harmonias vocais, um estilo que os Ladysmith Black Mambazo viriam a popularizar sobretudo depois de terem participado, com muito sucesso, no álbum Graceland, do Paul Simon. O site identifica perto de 200 versões, e apresenta-as todas em clips produzidos pelo seu autor. Não as contei, mas suponho que os Ladysmith BM e a Miriam Makeba são os vencedores do número de versões que interpretaram, mas também não admira, estão entre os maiores divulgadores da música africana. Seria fastidioso enumerar aqui os músicos presentes, mas há versões que vão de músicos incontornáveis da África do Sul, como o Hugh Masakela, até nomes inesperados como os Young Marble Giants e, vamos lá, o próprio Brian Eno. Como é uma canção muito fácil e catchy, há resmas de versões pop, aproveitando as modas musicais. E, claro, a canção foi também muito popularizada pelo filme Rei Leão que, de resto, esteve, ainda que involuntariamente, na origem do reconhecimento de Solomon Linda como o criador de um dos maiores êxitos da música popular em todo o mundo, sem nunca ter recebido nem o crédito correspondente nem os respectivos royalties.

É muito difícil escolher apenas uma versão para pôr aqui. Decidi, apesar de tudo, pôr a do Brian Eno, porque foi quem despoletou esta entrada. Mas estas são absolutamente incontornáveis: a dos Solomon Linda And The Original Evening Birds, uma dos Ladysmith e outra da Miriam Makeba, e a dos Weavers, o grupo do Pete Seeger, e finalmente a dos Tokens, que transformaram uma canção do repertório folk num clássico da pop (optei por pôr apenas os clips do canal do FlorenCom, mas há no YouTube muitas alternativas destes mesmos artistas, nomeadamente com imagens gravadas)

Tags: ,