July 18th, 2009

rosas

millennium



O meu nome é Miguel e sou um millennium-ólico. Há duas horas que não leio uma linha escrita pelo Stieg Larsson e estou a sentir sintomas de privação.
Acabei de ler primeiro volume da série, Os Homens Que Odeiam As Mulheres. Ok, é evidente que Millennium não é uma obra-prima da literatura mundial, o mundo não vai mudar por causa deste livro e, para fraseando o anúncio, naturalmente poderíamos viver sem o livro, mas o facto é que não tinha a mesma piada. A história está muito bem bolada, assim como o seu contexto, as personagens são cativantes, mas é a escrita, simples e muito bem carpinteirada, cheia de truques que lhe dão verosimilhança, que nos faz ficar absolutamente viciados na leitura. E depois tem uma honestidade que é rara neste tipo de livros de vocação popular, e que lhe dá um certo estofo de objecto de culto.
E pronto, o segundo volume está-me ali a fazer sinais.