?

Log in

No account? Create an account

uma pequena pausa
rosas
innersmile
UMA PEQUENA PAUSA

A única coisa que J. verdadeiramente queria, agora como na maior parte do tempo, era fazer uma pequena pausa. Um momento de suspensão. Um esvaziamento súbito e breve. Um oceano oco e tranquilo que o envolvesse. Apenas a reverberação do silêncio. J., fechando momentaneamente os olhos, quase podia sentir uma serenidade fresca e aconchegante trepar-lhe pelo pescoço, subir pelas faces e redemoinhar-lhe nas têmporas. Uma pressão suave nas têmporas. Na têmpora direita. Quase uma dor. Aguda. Como um maço enorme que, girando pelo espaço a uma velocidade vertiginosa, se aproximasse esmagadora e inelutavelmente, da sua têmpora. Então, uma pequeníssima veia na têmpora direita de J. abriu uma fissura, formou uma bolha minúscula, e explodiu.
Tags: