?

Log in

No account? Create an account

porto seguro, 2008 / 4
graças
innersmile
27 de Agosto
Dia passado na Fazenda Mãe Tereza, que é um sítio ecológico. Não achei grande piada, porque a maior parte das actividades causam-me stress: não gosto de andar a cavalo, não consegui equilibrar-me no caiaque, descer a tirolesa estava fora de questão. Na verdade a única actividade a que me dediquei com afinco foi espreguiçar na rede. O almoço foi um churrasco uruguaio, muito bom.

Foi o último dia de excursões com a companhia do guia. A partir de amanhã vamos ter carros alugados e já há planos.

O motorista da van em que temos andado pediu-me hoje de manhã para eu lhe dar a minha mochila (a "sacola"). Diz que é para o "netinho" levar para a escola. A maneira mimalha e 'pidona' de falar é irritante, sobretudo num tipo que tem cara e corpanzil de praticante de jiu-jitsu! Como já não vai andar mais connosco, pediu-me para eu deixar a sacola ao colega que, no Sábado, nos levar ao aeroporto. Claro que eu passo bem sem mais uma mochila, apesar desta ser engraçada e muito funcional. Logo se vê.

Estou a gostar muito das férias, mas férias são férias, e eu estou a gostar muito desta segunda visita ao Brasil. É aquela coisa do trópico, aquela coisa negra, mulata. A descontracção. Até a aldrabice, em versão soft, o paleio, tentar dar o golpe mas sem forçar a nota nem perder a simpatia. O dizer as coisas só por dizer, o sentimento fácil, dizer aquilo que se acha que o outro quer ouvir. Parece sempre que não se pode confiar muito, fazer muita fé. Mas por outro lado também parece que essa é a maneira mais fácil de viver.







Tags: