?

Log in

No account? Create an account

nineteen
rosas
innersmile
Passou hoje no telejornal da RTP uma reportagem sobre as cerimónias fúnebres de três soldados pára-quedistas mortos em combate na Guiné há 35 anos. Graças aos esforços de familiares e de associações de antigos soldados, os restos mortais dos páras foram identificados e resgatados para Portugal. Depois da cerimónia na Escola de Tancos seguiram-se os funerais para as suas terras.
A assistir às cerimónias fúnebres e a acompanhar os funerais privados, estavam muito antigos camaradas dos três páras, da Companhia 121 a que pertenciam. Cinquentões, grisalhos, as barrigas a esticarem as t-shirts, as boinas verdes nas cabeças ou, mais timidamente, enroladas no bolso das calças.

José Lourenço, António Vitoriano e Manuel Peixoto perderam a vida numa emboscada em Guidage, no norte da Guiné-Bissau, em 23 de Maio de 1973 e hoje regressaram a casa. Dois deles tinham 20 anos e o outro 19.
Por extenso: dezanove anos de idade.