July 8th, 2008

rosas

rainha santa

Realizam-se de dois em dois anos, e como este é ano par há festas da rainha santa. O lado pagão das festas é muito pouco interessante: feira popular, feira comercial e industrial. O programa cultural costuma ser paupérrimo, já que a noção de cultura de quem manda em Coimbra se reduz a grupos folclóricos e a nomes de ruas. Este ano, vá lá, já houve o concerto dos GNR+GNR e o da fadista Marisa (não fui a nenhum, o dos GNR porque não estava cá, e a da fadista Marisa porque não é my cup of tea), e anunciam-se concertos da Rosa Passos e dos Couple Coffee.
Mas bastava a procissão da noite, da penitência, sobretudo o momento da chegada da imagem à Portagem, para tornar as festas da Rainha Santa numa coisa imperdível. Este ano a procissão é na próxima quinta-feira, dia 10, e eu quero ver se venço a preguiça e vou ver. Ok, não sou coimbrinha fanático e é verdade que não conheço assim tantas procissões, mas tenho para mim que não deve haver muitas outras tão emocionantes como esta nocturna da Rainha Santa Isabel.

Mas a razão porque me lembrei de fazer esta entrada sobre as festas da Rainha Santa tem sobretudo a ver com o cartaz das festas. Normalmente não tem interesse nenhum, mas este ano acho o cartaz muito bonito. Todo ele: a cor, o padrão com as rosas, o rosto da santa, o manto a transformar-se em rio. Não sei quem fez, mas é o cartaz mais bonito de que me lembro.
Só encontrei este exemplar na net, mas junto também uma foto que tirei a um mupi já com a ideia de a pôr aqui.